• mais de 1 ano atrás
    LEMAO

    Instituições

    LEMAO

    LEMAO perguntou

    O que é osteofitose marginal?

    mais de 1 ano atrás
  • Dr. Daniel Branco

    CRM 133670 - SP

    Especialidades

    Dr. Daniel Branco
  • Dr. Daniel Branco respondeu

    Olá Lemao  Nossa coluna é formada por ossos chamados vértebras, e entre as vértebras há uma espécie de colchãozinho (o disco intervertebral) que impede que uma vértebra toque na outra, facilitando o movimento, além de amortecer impactos e distribuir a pressão igualmente por toda superficie da vértebra. Para entender isso melhor, voce pode dar uma olhada nesse link: http://medicinia.com.br/perguntas/o-que-e-protrusao-discal#comment-353.   Má postura, obesidade e sedentarismo são fatores que provocam sobrecarga da coluna, que tem que suportar maior peso, ou suportá-lo de forma errada. Por isso, o disco intervertebral começa a ressecar e desgastar, aproximando uma vértebra da outra. Como os nervos passam entre as vértebras, essa aproximação pode provocar pinçamento de um deles, causando dor.   Respondendo a essa situação de estresse, o corpo deposita osso entre as vértebras, tentando diminuir a sobrecarga e estabilizar a coluna. Esse osso extra forma verdadeiros 'espinhos ósseos' na margem da vértebra (daí o nome osteofitose marginal), que podem lesar nervos, provocando dor, e restringir o movimento da articulação. Na imagem abaixo você pode visualizar a alteração na vértebra em uma imagem em desenho e no raio-x (compare a região alterada com as normais acima e abaixo).   Outra causa do problema é a própria idade. A medida que envelhecemos, o disco tende a ressecar naturalmente, podendo causar o problema. Obviamente que se a pessoa tem os fatores de risco que mencionei (má postura, sedentarismo e obesidade), a chance de ter a doença é muito maior.  Se você tem esse problema, procure um médico. Ele poderá avaliar seu caso e propor um tratamento adequado. Infelizmente não há cura para o problema: não se pode reconstruir a articulação desgastada ou de alguma forma recuperá-la. Mas existem tratamentos que reduzem bastante os sintomas, melhorando muito a qualidade de vida!  Espero ter ajudado

    Com a colaboração de Braian Sousa (Estudante)
    • Conteúdo Público
      Visível para todos